sexta-feira, 3 de março de 2017

Rosalba fala em dívida de R$ 165 milhões

Mais uma dívida deixada pelo ex-prefeito Silveira Júnior para ser resolvida, juntamente com um problema que estava tirando o sono de servidores que realizaram empréstimos consignados: a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) afirmou que a situação da PreviMossoró é grave.

Não do ponto de vista administrativo, e sim com relação ao aspecto que envolve repasse da Prefeitura de Mossoró à instituição, bem como aos bancos nos quais os funcionários fizeram seus empréstimos. 

São R$ 20 milhões em dívidas somente com a Previdência Municipal. Somando-se a isso, R$ 9 milhões de consignados que não foram repassados aos bancos. No geral, e acrescentando-se outros problemas administrativos e que envolvem verba pública, a atual administração tem de sanar um buraco de R$ 165 milhões.

A afirmação foi feita por Rosalba em conversa com a imprensa ontem, pouco antes da leitura de mensagem na Câmara Municipal. Segundo a prefeita, a arrecadação total do ano passado não foi superior a R$ 500 milhões. A gestão Silveira Júnior, disse a prefeita, gastou 25% a mais do que arrecadou, daí os problemas, hoje, estarem avolumados.

A leitura da mensagem foi prestigiada pelo senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), deputado federal Beto Rosado (PP) e deputada estadual Larissa Rosado (PSB), além dos vereadores e populares.

Sobre empréstimos consignados, a prefeita falou que encontrou dívida imensa e grave. Ela deixou claro que a situação relacionada à PreviMossoró terá desdobramentos jurídicos “É algo grave. Cerca de R$ 9 milhões  descontados e não repassados, além de parcelamentos que foram feitos e não foram honrados e  TACs (termos de ajustamento de conduta) descumpridos. Os consignados estavam trazendo transtornos aos servidores”, disse.

Sobre servidores terceirizados, Rosalba disse que alguns receberam salários de janeiro e fevereiro em função do parcelamento e também pela Justiça do Trabalho. “Foi necessário fazer levantamento sobre quantos eram e agora estamos conseguindo, bem como levantar os débitos com as empresas. Tudo isso está levantado. Com o mesmo empenho que temos com os servidores efetivos, vamos ter com os terceirizados, que prestaram seus serviços”, comentou a prefeita.

Rosalba lembrou que estava para fazer a leitura de mensagem pela quarta vez e frisou que o teor seria um relato do que encontrou na Prefeitura de Mossoró e externar também ações que estão desenvolvidas e as diretrizes deste ano. “Mossoró sabe e acompanha nossa luta. Estamos com a mesma disposição e otimismo. Este ano é de choque de organização. A população pedia o básico na campanha: coleta de lixo, iluminação, medicamentos nas Unidades Básicas. Estamos retomando isso tudo. Coisas básicas que precisamos organizar e estamos desenvolvendo projetos novos.”

Nenhum comentário: