segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Izabel: maiores problemas são débitos

O PMDB mossoroense receberá o reforço do ex-prefeito de Almino Afonso, Lawrence Amorim, que vai transferir seu domicílio eleitoral para a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Talvez com vistas às eleições de 2018. A presidente da Câmara Municipal, vereadora Izabel Montenegro, foi quem disse a novidade ao blog, conforme entrevista que segue abaixo. Nesta conversa, ela fala como encontrou o Legislativo e que manterá a Fundação Aldenor Nogueira, que deverá receber mais funções. Disse ainda que os maiores problemas que herdou da gestão anterior dizem respeito aos débitos.Veja abaixo:


Como ficará a questão do PMDB de Mossoró?
Espero que possamos reconstruir o PMDB de Mossoró a partir de 2017, com vistas a eleição de 2018. O maior partido do Brasil precisa ser grande em todos os recantos desta nação.

2016 foi crucial para o partido. Embora tenha perdido um representante na Câmara, a legenda ganhou o presidente da Casa com a sua eleição. Como será, a partir de agora, a condução do partido em Mossoró?
Pretendo convidar antigos peemedebistas para reingressarem ao Partido e outros simpatizantes que nunca se filiaram para virem fortalecer a nossa legenda, inclusive o Ex-Prefeito de Almino Afonso Lawrence Amorim transferirá seu domicilio eleitoral para Mossoró. Vamos conversar com o Presidente Henrique Alves, o Senador Garibaldi, O Deputado Walter Alves e todos os nossos Deputados Estaduais, precisamos contar com  a ajuda de todos nessa reconstrução

Como a senhora encontrou a Câmara Municipal?
Encontramos a Câmara com INSS, PREVI, aluguel e alguns fornecedores em atraso, e diversas obrigações trabalhistas pendentes.

Como a senhora pretende encaminhar a sede própria da Câmara?
Tínhamos retomado o, projeto do Ex-Presidente Júnior Escóssia que era negociar o antigo prédio do Fórum Silveira Martins, inclusive já havíamos solicitado uma audiência com o Excelentíssimo Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Expedito Ferreira de Souza. Ao tomar conhecimento que a UERN, que já ocupa parte do imóvel, com a prática jurídica, deseja instalar a Faculdade de Direito no mesmo espaço, com o objetivo de otimizar todos os processos pertinentes ao curso, decidimos buscar uma outra solução para a sede própria. Vamos ouvir sugestões dos colegas Vereadores, inclusive já temos alguns locais em análise.

Por quais motivos houve a desistência relacionada ao prédio onde funcionou o Fórum?
Jamais a Câmara Municipal de Mossoró iria atrapalhar um projeto importante da nossa UERN, reconhecemos a importância dessa instituição e do curso de Direito, que é um dos melhores do Nordeste, merece o nosso total apoio. Não é a toa que temos na nossa Casa Legislativa a Frente Parlamentar em Defesa da UERN, criada por iniciativa do Vereador Professor Francisco Carlos.

Como ficará a Fundação Aldenor Nogueira, criada pelo seu antecessor?
Pretendemos continuar com a Fundação administrando a TV Câmara, iremos conversar com os Vereadores para transferirmos o Projeto Câmara Cultura e Câmara Empreendedora também para gestão da instituição  

Como a Câmara Municipal vai agir, em parceria com a Prefeitura, para que serviços não sejam prejudicados em virtude de falhas administrativas anteriores?
Apoiando todos os ajustes necessários que o Poder Executivo tiver que fazer para corrigir essas falhas, tenho certeza que contaremos com o apoio de toda Casa Legislativa, independente de bancadas. A população não aceita mais posições radicais, não entenderá a máxima de quanto pior melhor. Temos que legislar com responsabilidade.

Existe algum problema que a senhora tenha herdado na presidência do Legislativo?
O maior problema são os débitos deixados pela gestão anterior, haja vista a Câmara ter o orçamento totalmente comprometido com folha de pagamento e custeio. Iniciamos economizando, inclusive sou a única Presidente que não nomeou todas as Diretorias visando priorizar o pagamento desses débitos.
  

Nenhum comentário: