terça-feira, 28 de junho de 2016

O mesmo 'nhém, nhém, nhém' de sempre

Até o dia das convenções, e depois dela, muito vai ser dito. Já deu para perceber que a briga maior, em termos de palavreado, será entre a ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) e o prefeito Silveira Júnior (PSD). O empresário Tião da Prest (PSDB) não está interessado em "comprar" briga de palavras com nenhum dos adversários. Segue a máxima de que é melhor se apresentar ao eleitor do que perder tempo em discussão acerca de quem fez mais ou menos em Mossoró. E talvez ele tenha razão. É algo que não engrandece nenhuma disputa. Quem fez sabe que fez. Quem nada apresentou tem, do mesmo modo, ciência de que vai ser cobrado na campanha.

Mas em uma campanha em que se tem um prefeito e uma ex-governadora na disputa, é natural que se faça algum tipo de comparação entre um e outro. Ou entre eles. Acontece que é uma estratégia perigosa. Sim, pois não dá para comparar períodos distintos da história. Ainda mais quando se tem doze anos de separação. É que Rosalba deixou a Prefeitura em 31 de dezembro de 2004. Daí o blog entender que fica difícil haver qualquer possibilidade de comparação.

E se alguém for seguir nesse caminho, certamente vai encontrar dificuldades em propagar alguma coisa de futuro, politicamente falando.

Todo mundo sabe que em política o que conta, principalmente para quem está distante das discussões sobre disputa eleitoral, o discurso que vai valer é o da vitimização. Ainda mais quando se tem uma penca de informações nas redes sociais disponível para quem quiser se aprofundar.

O blog não está aqui querendo ensinar ninguém a fazer alguma coisa. Até porque os pré-candidatos já dispõe de equipes para prepará-los e orientá-los. Mas é que vira e mexe o mesmo "nhém, nhém, nhém" surge como sendo algo novo. E, cá pra nós, não tem cristão que aguente ver ou ouvir palavreado que já está bem ultrapassado.


Nenhum comentário: