quarta-feira, 4 de maio de 2016

PMM suspende licitação para analisar documentos

Acompanhando o desenrolar da licitação do "Mossoró Cidade Junina", o blog percebeu que o clima não estaria agradável ao evento. As suspeitas de documentos falsificados, apresentados por uma das três empresas que seguiram na disputa, acirrou os ânimos. Algo que, de certo modo, poderia ser evitado. Isso se empresários que trabalham na área fossem, não a maioria, éticos. E quando se faz algo errado, tem mais é que se questionar mesmo.

E, tomando como base essa premissa, o blog questionou a Secretaria Municipal de Comunicação sobre o fato. A resposta foi de que o evento, o Cidade Junina, atraiu 30 empresas interessadas em coordená-lo este ano. Deste total, nove seguiram na disputa pela licitação. Destas, apenas três concorrentes permaneceram no páreo.

Ocorre que a empresa vencedora foi considerada inabilitada por vícios na documentação. A Comunicação informou que, como é de praxe, a segunda colocada foi declarada vencedora. Mas as concorrentes entraram com recurso para impugnar o resultado. E o que se tem é a notícia de que a situação teria virado caso de polícia. Algo que foge totalmente dos preceitos relacionados a um processo licitatório. Se houver documentos falsificados, a empresa certamente responderá criminalmente pelo fato.

Diante da situação, a Comunicação informou que a Prefeitura de Mossoró suspendeu o processo licitatório para que toda a documentação apresentada fosse analisada e que o resultado será divulgado na semana que vem.

A visão do blog é a de que o Mossoró Cidade Junina tomou uma dimensão grandiosa nos últimos anos. Qualquer empresa que tenha olhar centrado no horizonte tem interesse em coordenar evento de tal porte. Diante disso, e aqui não se diz que seria natural, podem ocorrer situações como a que se vivencia. E, frise-se, se houve erro, as empresas devem responder por omissões ou documentos falsificados. A idoneidade no trato com a coisa pública deve ser do início. E, ao ver do blog, a Prefeitura acertou ao suspender o processo para que não pairem dúvidas sobre a legalidade da licitação. O resto é aguardar o resultado. 

Nenhum comentário: