sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Jório pode ser a 'salvação' do PSD mossoroense

Vamos colocar a cachola pra pensar? As recentes afirmações do ex-deputado federal Betinho Rosado, presidente estadual do PP, e do deputado federal Beto Rosado, de que a sucessão mossoroense passa por um diálogo com o governador Robinson Faria e que o PSD não está excluído do rol de conversas para composições às eleições deste ano, colocam uma especulação - das grandes - sobre o agrupamento político liderado pelo prefeito Silveira Júnior (PSD).

É sabido que Silveira não está em boa situação administrativa e, por consequência, sua aprovação política/popular deixa a desejar. Assim sendo, um eixo desse emaranhado de frases soltas se encaixa perfeitamente em algo que começou a ser discutido ainda no ano passado. Especificamente em um almoço, do qual participaram o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado e o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Jório Nogueira (PSD).

O que o blog está querendo dizer é que Jório Nogueira pode, perfeitamente, ser o nome do PSD estadual às eleições de Mossoró. Em uma outra linguagem: o PSD pode perfeitamente indicar o candidato a vice-prefeito da ex-governadora Rosalba Ciarlini, provável candidata do PP à Prefeitura de Mossoró.

Difícil? Obviamente que não.

É só raciocinar direito: o governador Robinson Faria está ausente de Mossoró. A onda de negatividade que ronda o prefeito Silveira Júnior seria o motivo do afastamento de Robinson da cidade que, segundo ele, lhe garantiu a vitória.

Esse afastamento seria proposital? Pode ser. Robinson pode, perfeitamente, estar se distanciando para, na hora oportuna, fazer o que presidentes estaduais de partidos fazem: ditar as regras do jogo. Todo mundo sabe que Silveira enfrenta dificuldades para emplacar projeto de reeleição. A situação dele é bem complicada.

Daí que Jório Nogueira surge como possibilidade para o PSD continuar em alta na política municipal.

Nenhum comentário: