sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Jório estaria falando por Robinson Faria?

Não se enganem: existe sintonia entre o governador Robinson Faria (PSD) com o presidente da Câmara Municipal, Jório Nogueira (PSD). E tal aproximação não é recente. Vem desde a campanha eleitoral de 2014, quando o então candidato Robinson contava com o apoio, quase isolado, de Jório. O blog faz esse preâmbulo para dizer que o governador sabe que precisa, urgentemente, de algum suporte político na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Tal suporte deveria ser o prefeito Silveira Júnior, mas a coisa não anda boa pro lado de Silveira. Isso administrativamente falando. E piorou com as recentes declarações de vereadores da base governista, que soltaram o verbo contra o Governo do Estado. Evidentemente que Robinson entendeu o recado. Bem como quem teria orientado. Coisas da política!

Assim sendo, Jório Nogueira não teria dito, em vão, que a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSB) deveria voltar à Assembleia Legislativa. Bastaria que Robinson convocasse qualquer deputado da aliança da qual Larissa participou, na campanha passada, para ser alçada à Casa Legislativa estadual. Simples.

E o presidente da Câmara Municipal não teria dito isso por dizer. Tem algum fundamento. É só analisar os passos do governador Robinson Faria e suas recentes declarações em Natal. Em outras palavras, ele alisou o ego da presidente estadual do PSB e vice-prefeita de Natal, a ex-governadora Wilma de Faria. Os dois foram aliados por longo período. E para a aliança ser retomada falta pouco. Muito pouco mesmo. Até porque Robinson sabe que precisará de suporte em determinados municípios potiguares. Em Mossoró, por exemplo, a administração municipal não representaria muito ao projeto estadual de Robinson. Daí que a alternativa poderia ser Larissa Rosado.

As mazelas da administração mossoroense, bem como com algumas ações negativas, empurram Robinson Faria para os braços políticos de Larissa Rosado. Quem não lembra do projeto do Santuário do Lima? Fracassou; Quem não lembra do timbre da Prefeitura nos caixões? Quem não lembra dos materiais de limpeza distribuídos no dia das mães? Robinson Faria tem tudo anotado, assim como a repercussão negativa de cada um "fora" que foi cometido pela Prefeitura de Mossoró. E, talvez, ele tenha atribuído a Jório Nogueira a tarefa de dizer o que ele, governador, realmente gostaria de falar.

Nenhum comentário: