quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Francisco Carlos: 'prefeito não consegue diminuir despesas'

Durante anúncio de que estaria apresentando algumas emendas ao orçamento de Mossoró para 2016, com benefícios voltados para melhorias na zona rural e no setor da educação, o vereador Francisco Carlos disparou duras críticas ao documento enviado para apreciação dos legisladores na Câmara Municipal. “O orçamento da Prefeitura é uma peça de ficção mal elaborada e mal acabada”, sentencia.

Na avaliação do vereador, o discurso de queda de receita, em parte, vai por terra quando os valores apresentados pelo orçamento só fazem aumentar. “Botaram no orçamento até projetos de governos passados que já não existem mais. Isso com a intensão clara de não realizar”, argumentou Francisco Carlos.

ROYALTIES E HOSPITAL – De forma conjunto o vereador Francisco Carlos chamou ao debate os temas relacionados ao pedido de antecipação dos royalties do petróleo e, a possibilidade de fechamento do Hospital da Mulher. Sobre o pedido de antecipação de receitas oriundas dos royalties do petróleo, iniciativa do prefeito Francisco José Júnior, o vereador disse que é um ato de retirar dinheiro agora, deixando a conta para ser paga por governos futuros.

“O prefeito Francisco José Júnior não consegue diminuir as despesas e quer aumenta a receita. Já deve R$ 40 milhões a Previ, mais R$ 40 milhões aos fornecedores e agora quer aumentar a dívida com empréstimos de R$ 40 milhões, subindo para uma dívida de R$ 120 milhões”, disse. Francisco Carlos disse ainda que esse empréstimo na verdade irá servir para pagar a incompetência do prefeito Francisco José Júnior.

Quanto ao noticiário sobre o fechamento do Hospital da Mulher, o vereador defendeu que não é conversa de oposição. Os próprios atos em torno do tema, falando inclusive em transferência de serviços para a Casa de Saúde Dix-Sept Rosado, só depõe contra aqueles falam não existir problemas que possam levar ao fechamento.


Fonte: Assessoria da Câmara Municipal de Mossoró 

Nenhum comentário: