quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Estado atrasa aluguel do Hospital da Mulher

O aluguel do prédio onde está instalado Hospital da Mulher Parteira Maria Correa, pertencente à Unicárdio, está com dois meses de salário atrasado por parte do Governo do Estado. A informação foi confirmada pelo sócio da empresa, Doutor Joel de Souza à reportagem do De Fato.com.

Desde agosto que o Governo não repassa o aluguel a empresa proprietária do prédio sem que previsão de pagamento. “O aluguel do prédio não é pago há três meses. Os meses em atraso são agosto e setembro e não temos nenhuma previsão por parte do governo de quando será quitado.

No entanto, Joel de Souza não quis revelar os valores que estão em atraso. Joel de Souza ainda esclareceu que o Governo informou que o atraso pode se prolongar pelos próximos meses e nesse caso a empresa estuda uma ação judicial até o final do ano.

“O governo nos passou que existe uma demanda de dinheiro e burocracia para a efetuação do pagamento. Ainda não pensamos em acionar o Estado na justiça, mas com o passar do tempo e sem a previsão de pagamento dos atrasados poderemos processar o Governo pela falta de pagamento”

De acordo com Joel de Souza, um novo contrato foi assinado com o Estado, com validade de um ano. Esse novo vínculo vai de 1º de setembro de 2015 a 31 de agosto de 2016, sendo que ele é dividido em duas partes. O primeiro vai de 1º de setembro a 31 de dezembro e o segundo de 1º de janeiro de 2016 a 31 de agosto.

“Um novo contrato entre as partes foi assinado com validade de um ano. Ele começou em 1º de setembro e vai até 31 de agosto de 2016 em duas partes. O primeiro vai de 1º de setembro a 31 de dezembro e o segundo vai de 1º de janeiro de 2016 a 31 de agosto. Destacamos que não houve reajuste de um contrato para o outro”.

O vínculo passado terminou em agosto deste ano. Joel também informou que este Governo já recebeu o Hospital da Mulher com cinco meses de atraso da gestão anterior pagando o mês atual e o mês anterior até chegar nesse ponto de atrasar.

Vale lembrar que os funcionários da unidade hospitalar realizaram um protesto na última sexta-feira, 16, devido a rumores sobre o fechamento do Hospital da Mulher.

Em nota, a assessoria de comunicação da Sesap informa que o pagamento referente ao mês de julho, no valor de R$ 46.500,00, foi efetuado. Já o pagamento de mês de agosto tem previsão de ser pago no início do mês de novembro.

Leia a nota da Sesap:

Sobre o pagamento do aluguel do prédio onde funciona o Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró, a Coordenação de Orçamento e Finanças (COF) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informa que foi feito o pagamento referente ao mês de julho, no valor de R$ 46.500,00. A previsão é de que no início do mês de novembro seja pago o valor referente ao mês de agosto.

Fonte: www.defato.com


Nenhum comentário: