quinta-feira, 24 de setembro de 2015

É preciso repensar

A Prefeitura de Mossoró comete erro grave ao anunciar que processará jornalistas que publicaram algum material envolvendo áudios de conversa entre o secretário municipal da Fazenda, Jerônimo Rosado, e o empresário Carlinhos Ferdebez acerca da munganga financeira relacionada à realização do Mossoró Cidade Junina.

Em nota enviada ontem à imprensa, a Prefeitura de Mossoró fala em processo judicial contra jornalistas... Oxe... Desde quando não se pode divulgar indícios de escândalo? Desde quando não se pode questionar lisura com a coisa pública? Desde quando todo mundo tem que dar valor apenas à versão oficial? Desde quando um governo, seja ele qual for, pode dizer o que pode e o que não pode ser publicado? 

O blog pensou que a ditadura tivesse sido extinta. Mas é o contrário. A Prefeitura de Mossoró insiste na famigerada ideia de que apenas o que se diz por lá é a verdade absoluta. Ledo engano. O Direito, por si, permite que uma verdade seja questionada.

Se o cidadão, seja ele qual for, não manifestar interesse pela sua cidade... Pobre dessa cidade. Estaria fadada ao fracasso. Ao caos. Ao desmando. E é preciso que todos, de maneira geral, participem das discussões. Ou ninguém mais se lembra do "Fora Collor"? Ou das recentes movimentações no Brasil? Ou do movimento Pau de Arara? Como não existem mais movimentações por estas bandas, tudo deve estar perfeitamente bem, funcionando na mais perfeita harmonia, com a saúde sem problemas. Com a educação a todo vapor, com merenda escolar e criancinhas com suas fardas. Mas será que está mesmo?

É hora de repensar certas ações. Certas palavras e conceitos. Não se pode regredir e achar que se pode processar judicialmente quem se mostra contrário aos "desacertos" administrativos e os critica. Fosse assim, não faria sentido algum vivermos em uma democracia ou se propagar a ideia de que a administração é pública.

Nenhum comentário: