terça-feira, 1 de setembro de 2015

Boa notícia aos rosalbistas

Boa notícia para os rosalbistas: a Promotoria do Patrimônio Público de Mossoró arquivou processo que relacionada a ex-governadora Rosalba Ciarlini (sem partido) à acusação de que teria utilizado a máquina pública estadual em favor da então candidata Cláudia Regina (DEM), que disputou a Prefeitura de Mossoró em 2014 e foi eleita e afastada das funções públicas. A decisão do promotor Fábio de Weimar Thé é datada de 28 de agosto passado e versa sobre perfuração de poço d'água no assentamento Terra Nossa.

Coincidentemente, a perfuração do poço é peça fundamental em processo que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que imputa à ex-governadora Rosalba Ciarlini a inelegibilidade. Como o processo, na teoria, foi "morto" na origem, entende-se que a mesma diretriz pode ser tomada pelos ministros do TSE.

Caso Rosalba Ciarlini entre no páreo à disputa pela Prefeitura de Mossoró, a situação política do prefeito Silveira Júnior (PSD) não será boa. Até porque, apesar dos assessores dele apregoarem que todas as decisões administrativas estão sendo bem vistas pela população, a realidade comprovada nas ruas foge totalmente da que é vendida pelo Palácio da Resistência.

Para piorar a situação do prefeito, a prefeita afastada Cláudia Regina (DEM) tem chances de retornar ao cargo. Não fosse desse modo, não fazia sentido Silveira ter acionado seus advogados para ser parte interessada nos processos que tramitam no TSE e que envolvem justamente tal possibilidade.

E como tudo ainda pode ficar pior, mesmo que Cláudia Regina não retorne, Silveira Júnior não terá tempo suficiente para recuperar a imagem que foi "vendida" nas eleições suplementares. É que a administração atual tem pecado pela falta de comunicação e erros sistemáticos e contínuos. Algo até primário. Mas que, infelizmente, estão acontecendo e abrem margem para complicar, ainda mais, a pretensão política do prefeito.

O fato mais recente é o do alinhamento que se faz acerca da mobilidade urbana. Realmente é preciso organizar o trânsito. É preciso colocar ordem. Mas entre organizar e impor que todos os consumidores de fora utilizem os transportes coletivos existe uma fenda enorme. Daí se ter especulação de que a principal interessada nessa imposição seria a empresa Ocimar, que está explorando o transporte público da segunda maior cidade do Rio Grande do Norte.

E quando o blog fala em tempo, este é na ordem administrativa. Silveira só tem mais dez meses úteis, quatro deste ano (setembro, outubro, novembro e dezembro) e seis de 2016 (de janeiro a junho). Se ele não recuperou a imagem pública até agora, dificilmente chegará em condições elegíveis no próximo ano.

Nenhum comentário: