segunda-feira, 13 de abril de 2015

Robinson Faria vê apenas o que interessa

Lendo o blog do colega Carlos  Santos, eis que tem uma declaração do governador Robinson Faria (PSD) acerca do alto percentual de reprovação do prefeito Francisco José Júnior (PSD). O governador disse que os números não refletem o que ele vê em Mossoró.

Ora, como o governador poderia ver alguma coisa em Mossoró se ele esteve por estas bandas, depois de eleito, apenas três vezes? O que o governador viu, certamente foi a mesmíssima coisa: problemas, problemas e problemas. "Esses números não combinam com o que vejo em Mossoró", afirmou o governador. Bom, se Robson enxerga outra coisa, certamente é algo a ser estudado.

E nem precisa, governador, de pesquisa qualitativa. Será jogar dinheiro fora. Em tempos de crise, não é de bom alvitre investir dinheiro em pesquisa para saber o que está certo e errado. Basta que algumas mudanças sejam feitas. E nem se fala em equipe, pois o prefeito já fez isso.

O que precisa mudar é a mentalidade da sua comunicação. Do prefeito. Diz-se, nas redes sociais (facebook e twitter) que o prefeito está fazendo muita coisa, que todo santo dia entrega benefícios à saúde e que não faz estardalhaço para entregar "salas vazias".

E é justamente isso que falta. Não precisa ser expert em comunicação para saber que a do prefeito tem falhado e insiste no erro.

Se bem que a metodologia utilizada pela comunicação do prefeito seja a de propagar bonanças administrativas e que estas sejam divulgadas por servidores comissionados, que utilizam suas contas pessoais nas redes sociais para defender ou apresentar o que não existe.

Governador, o senhor certamente circulou pelas ruas de Mossoró quando esteve por aqui nas três vezes que deu o ar de sua graça. Certamente passou por alguma rua e seu veículo sofreu algum solavanco. Certamente o senhor acompanha o que é divulgado na imprensa. E, cá para nós, governador, a coisa não está boa.

A comunicação do prefeito, senhor governador, deixou Silveira enclausurado e o que se divulga - na maioria das vezes, sai sem a versão da PMM. Algo que o jornalismo não aconselha, mas a informação tem que ser publicada. Usa-se termos chinfrins para definir a imprensa e isso, senhor governador, é danoso a quem quer ser mais que um prefeito interiorano.

Vamos falar abertamente, governador: o senhor acha mesmo que vindo a Mossoró três vezes e encontrando os mesmos problemas terá condição de dizer que sua visão sobre a cidade é diferente do que está na pesquisa?

Mas vai ver que o governador quer ver só o que interessa ao PSD. Afinal, seria diferente se Robinson dissesse que realmente Mossoró está cheia de buracos e que setores cruciais estão castigando o cidadão.

Ah, e ainda tem a história de que a gente só quer ver o que interessa... Assim sendo, o governador fez bem ao dizer que a pesquisa não reflete o que ele vê em Mossoró. Pois bem, governador: o que o senhor enxerga não é, certamente, o mesmo de quem mora na periferia e até mesmo nos chamados bairros nobres.

Nenhum comentário: