quarta-feira, 8 de outubro de 2014

TRE inocenta Silveira em duas ações judiciais

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou improcedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), da coligação que foi ás ruas com a candidatura da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), contra o prefeito Francisco José Júnior (PSD). Isso quando da eleição suplementar realizada em maio último. Foram duas ações apreciadas agora a pouco.

A primeira dizia respeito á contratação dos serviços do Hotel Villa Oeste, pertencente ao empresário Rútilo Coelho - que apoiou Silveira nas eleições suplementares. A coligação de Larissa apontava que teria havido prestação de serviços sem licitação. Algo que o relator, desembargador Carlo Virgílio, não acatou e lembrou que licitação já havia sido formalizada com o hotel quando da gestão da então prefeita Cláudia Regina.

A segunda ação remete à distribuição de saias amarelas, feitas por tecido barato. Algo que o relator afirmou ter sido feitas por apoiadoras do então candidato Silveira. Além disso, foi alegada veiculação de propaganda eleitoral irregular, presença do cantor Amazan, carro alegórico - que não teria sido constante da prestação de contas. 

As duas ações foram rejeitadas pelo relator e pelos demais desembargadores.

Nenhum comentário: