quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Municipalizar ou permutar o Nogueirão?

Sem querer ser do contra e sem menosprezar o esporte, o blog crê que a discussão em torno da municipalização ou da permuta do Estádio Professor Manoel Leonardo Nogueira (Nogueirão) precisa ser amplamente difundida à população. Uma decisão desse porte não tem como ser tratada de forma impositiva, de cima para baixo. Até porque envolveria uma espécie de "privatização" de algo já privado. Ou a posse de algo que é meio público.

Vamos tentar explicar: o Nogueirão, a sua estrutura, pertence à Liga Desportiva Mossoroense (LDM). Mas o terreno é da Prefeitura de Mossoró. Portanto, área pública. Se a coisa for direcionada à permuta, é algo que necessita de muita explicação.

O Nogueirão pertence à LDM. O terreno, á Prefeitura. Para que haja permuta, seria preciso a Prefeitura de Mossoró "doar" o terreno. A Liga teria como tomar de conta? Pelo histórico, e das dívidas que resultaram em ações judiciais e que quase culminaram com o leilão do estádio, chega-se à conclusão de que não.

Assim posto, alguma construtora precisaria "comprar" a área toda (terreno e estrutura). De acordo com informações colhidas pelo blog, o terreno onde está o Nogueirão valeria em torno de R$ 20 milhões. A construção de um novo estádio estaria orçada em R$ 12 milhões. Para onde iria os R$ 8 milhões restantes?

Qual a empresa que iria construir o novo estádio? Onde seria a área? Pelo debate que vem sendo travado e o qual não chegou ao conhecimento de muitos, seria um local afastado do zona urbana e onde o metro quadrado teria valor bem inferior ao terreno onde o Nogueirão se localiza. E aí se teria um problema: a Prefeitura de Mossoró teria que garantir toda a infraestrutura necessária ao novo estádio. Sim, porque certamente um "novo Nogueirão" iria valorizar a área e, consequentemente, iria atrair investidores, casas, etc. E novamente a Prefeitura teria que direcionar atenção ao local.

Se o Nogueirão for municipalizado, os custos da manutenção seriam em torno de R$ 800 mil. Alguém pode até pensar que é pouco dinheiro para uma Prefeitura que aparece como "rica". Sim, porque direcionar uma dinheirama dessa é sinal de que se tem fartura econômica no Executivo.

Portanto, é preciso que a discussão seja ampliada, Que os números sejam apresentados e que não pairem dúvidas sobre a permuta ou municipalização. Em qualquer hipótese que venha a ser concretizada, envolve bem público, já que o terreno é do Município, e, por consequência, público. O dinheiro, caso a opção seja municipalizar o estádio, também é público. Daí a necessidade de total esclarecimento sobre o tema.

Nenhum comentário: