quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Corpo divino e alma demoníaca

A Filosofia Pagã nos mostra algo que o espiritismo adotou acerca da reencarnação sucessivas da alma e que esta só encontraria a paz, o sossego, depois do arrependimento do pecado original. Algo que pode ser visto no filme "O Labririnto do Fauno". A teoria do Orfismo aponta que o corpo seria divino e a alma, demoníaca. E que os pecados não seriam cometidos pelo corpo, e sim por causa da maléfica alma.

Assim sendo, como pode alguém tomar decisões baseadas em "vozes do além", definir o futuro de outras pessoas se o que vem da alma, de mortos, é algo maligno? Seria o mesmo que afirmar que o mal prevalece sempre e que nem depois da "morte da alma", isso depois que esta se arrependeu, seria benéfica ao corpo. Principalmente de quem ainda não partiu ao "mundo das ideias".

Que ninguém se engane: ainda existem muitas pessoas que tomam decisões baseadas nessa teoria. Não se trata aqui de nenhuma crítica a alguma religião. Longe disso. Apenas para dizer que se ramificações religiosas seguem a Filosofia Pagã, principalmente o Orfismo, tais recados e orientações passadas por almas seriam danosas a alguém ou à alguma coisa.

Só uma divagaçãozinha besta para abrir algum tipo de debate.

Nenhum comentário: