terça-feira, 5 de agosto de 2014

Coordenação aponta 'desorganização do PROS'

A coordenação da campanha de Francisco José enviou correspondência eletrônica à imprensa no final da tarde. O teor aponta lamentação pelo que se chamou de “desorganização do PROS”. Como se sabe, Francisco José teve o registro de candidatura a deputado estadual negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que não encontrou legitimidade do pedido de registro solicitado à Justiça Eleitoral. Segue a nota abaixo:

“A coordenação da campanha do enfermeiro Francisco José lamenta informar que, diante dos equívocos cometidos pelo PROS quanto a sua filiação partidária que culminou com o indeferimento do registro de sua candidatura, decidiu não recorrer da decisão do TRE. O Irmãozinho aceita a decisão do Pleno, mesmo tendo consciência de ter realizado todos os procedimentos legais dentro dos prazos da Justiça.

A decisão foi tomada para evitar a judicialização da campanha e o estabelecimento de mais um clima de insegurança jurídica na cidade de Mossoró, desrespeitando os eleitores que acreditam neste projeto. 

A desorganização do partido causa a seus quadros um enorme prejuízo eleitoral, tendo em vista que o candidato mossoroense tinha força suficiente para ser um dos mais votados, garantindo o fortalecimento da agremiação em nível estadual. Com cinco mandatos em sua carreira política, sendo dois como vereador de Mossoró e três como deputado estadual, Francisco José nunca teve problemas com a Justiça e jamais passou por uma situação como esta.


O futuro do grupo político será decidido em reunião e comunicado publicamente para o conhecimento de toda a população do Rio Grande do Norte. No mais, é agradecer a todos que confiaram neste projeto e que continuam torcendo pelo futuro político de Francisco José, o enfermeiro do povo.”

Nenhum comentário: