segunda-feira, 25 de agosto de 2014

A 'guerra' do vermelho e do verde em Mossoró

O sábado serviu para remorar os temos áureos do pastoril, por apologia. É que os dois candidatos ao Governo do Estado com maior projeção eleitoral cumpriram agenda em Mossoró. Cada um ocupou faixa diferente da segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Robinson Faria (PSD) com o seu vermelho preferiu pelo bairro Santo Antônio, o mais populoso de Mossoró. Henrique Eduardo Alves (PMDB), com o verde, optou pelos bairros Boa Vista, Belo Horizonte e adjacentes.

Entre fogos, bandeiras, cartazes e muita música, constatou-se uma verdade: Mossoró gosta de política. Respira-a. Faz parte do cotidiano da cidade. E isso se percebeu nas ruas. Não era apenas um desfile de carros, candidatos e nomes. Era uma disputa de cores. Algo que os mais idosos gostam de chamar de "encarnado" contra o verde. Ou de "bicudos" contra "bacuraus". Se bem que, nesse caso específico, não se trata de "bicudos" e "bacuraus", pois estão todos juntos e misturados e não dá para dizer quem é quem.

Algum marketeiro ou alguma assessoria de imprensa pode até dizer que candidato "A" ganhou de candidato "B". Mas o que se viu foi uma espécie de divisão "igualitária". Se formos analisar friamente o desempenho de Robinson e Henrique, o blog dirá que Robinson venceu a "disputa". Até porque ele trouxe candidatos que o acompanham e apoiam e que estão na chapa proporcional. Pelo menos em carros. Tinha gente de Fernando Mineiro, Adriano Gadelha, Galeno Torquato e outros. Sem falar no suporte do prefeito Francisco José Júnior (PSD), que levou consigo a reca de secretários e uma infinitude de cargos comissionados. Algo tido como normal. Afinal, é preciso defender o emprego. E se é cargo de confiança, aí é que precisa mesmo.

Do outro lado, da cor verde, Henrique Eduardo Alves contou com o reforço da ex-prefeita mossoroense Fafá Rosado (PMDB), que é candidata a deputada federal, além do deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), da deputada federal Sandra Rosado (PSB) e da deputada estadual Larissa Rosado (PSB). Não se viu nenhum candidato de fora. Até porque não fazia sentido.

O certo é que Robinson Faria saiu do casulo eleitoral em Mossoró. Apareceu. Mas perdeu um pouco de tempo para mostrar que poderia ser candidato competitivo em Mossoró. Tanto que a recente pesquisa publicada no jornal Gazeta do Oeste mostrou que Henrique Eduardo Alves está à frente dele com 11%.


Nenhum comentário: