terça-feira, 22 de julho de 2014

Momento de se manifestar vai chegar

A boca tá quente para a chapa proporcional. É bem verdade que a campanha, de nenhum lado, engrenou. Também é verdade que o que menos se fala nas calçadas é sobre política. Mas não é por isso que a coisa está fria. Pelo contrário. É chapa bem quente mesmo. E o negócio vai esquentar ainda mais a partir de agosto, quando tudo vai funcionar. Leia-se agenda de candidatos, caminhadas, passeatas e carreatas. Também ficará bom quando o programa eleitoral gratuito começar.

No caso de Mossoró, não se sabe ainda quem está com quem. O blog fala, obviamente, de vereadores e alguns secretários municipais que são filiados a partidos políticos. O PV, por exemplo, está apoiando a candidatura do peemedebista Henrique Eduardo Alves ao Governo do Estado. Por aqui, tende a seguir com a postulação de Robinson Faria (PSD). Até por uma questão de coerência municipal, já que a legenda ocupa cargos na administração do prefeito Francisco José Júnior (PSD).

O PTB, que também está com Henrique, ficará com Robinson. O presidente local da legenda, vereador Ricardo de Dodoca, afirmou - em evento político que lançou a candidatura do ex-deputado estadual Francisco José (PROS) à Assembleia Legislativa - que seguirá o prefeito. E avisou que já sabe que perderá o comando da legenda.

O PDT também tem cargos na administração municipal: o presidente de honra, empresário Rútilo Coelho, é secretário de Turismo. Mas o vereador Tomaz Neto (PDT) foi alçado à condição de presidente local da sigla. E está em palanque diferente.

Vereadores do outros partidos e que fazem parte do grupo governista, estão em silêncio. Já teriam comunicado que estariam com o prefeito, mas não se manifestaram publicamente. Não foram a nenhum evento político recente. Apenas Flávio Tácito (DEM). Os outros aguardam repercussão de alguma coisa.


Nenhum comentário: