sexta-feira, 25 de julho de 2014

E onde fica o 'voto casado'?

"O olho do dono engorda a boiada", já diz o ditado popular. Assim sendo, e aplicando tal metáfora à campanha eleitoral em voga no Rio Grande do Norte, o vice-governador Robinson Faria (PSD), que quer ser governador, precisa atentar para um detalhe que vem acontecendo em muitas cidades do Médio e Alto Oeste potiguar: estão fechando apoio sem incluir candidatos à Câmara Federal, Senado e Governo do Estado.

E alguém pode perguntar: "como é que este blog sabe disso?" E a resposta é óbvia: o titular deste espaço escreveu, durante cinco anos, para o caderno Cidades do jornal Gazeta do Oeste. Escreveu mais alguns anos para o suplemento Estado do Jornal de Fato. Essas experiências fizeram com que o titular do blog acumulasse contatos em diferentes municípios do Rio Grande do Norte. E grande parte das fontes continuam passando informações.

O que se constata em cidades como Messias Targino, Campo Grande, Rafael Fernandes, Almino Afonso e várias outras é o que o blog disse: Robinson Faria está sendo escanteado pelo próprio agrupamento político. O blog até concorda que o termo "escanteado" pode ser forte e o reformula: Robinson Faria está sendo deixado em plano secundário.

Quando a campanha engrenar, o candidato do PSD ao Governo do Estado enfrentará sérias dificuldades para "juntar" gente em suas movimentações.

Tudo devido ao fator de que não se tem ligação, não se tenta "apoios casados", com candidatos das chapas proporcionais e da majoritária. Uma falha gigantesca. Proposital ou não, o certo é que os projetos individuais nunca estiveram em alta.

Nenhum comentário: