sexta-feira, 11 de maio de 2012

PT de Mossoró marca data para homologar candidatura de Josivan e se mostra contra AI-5 interno

A executiva nacional do PT, para atender pedido que teria sido feito pela deputada federal Sandra Rosado (líder do PSB na Câmara Federal) e transmitido aos petistas pelo presidente nacional do PSB, governador pernambucano Eduardo Campos ao comando petista, enxergou uma única maneira de ser contra a candidatura própria em Mossoró: baixou uma resolução que lembra os tempos da ditadura.

Segundo a resolução, nenhuma candidatura majoritária pode ser homologada sem, antes, passar pelo crivo da executiva nacional. A ideia é clara e direta: barrar o projeto do PT de Mossoró e de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Em Mossoró, a reação foi à altura: os petistas, em plenária realizada na noite de ontem (quinta-feira), decidiram que seguirão com a pré-candidatura de Josivan Barbosa de Menezes e marcaram data para a homologação da candidatura: 10 de junho, data em que o PT mossoroense realizará sua convenção.

A ameaça de quebra da democracia petista, que quer impor aliança em Mossoró com o PSB, vai contra a história do próprio PT. Algo que foge, sem dúvida, ao histórico do Partido dos Trabalhadores e de seus fundadores, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Qual a moral que o PT nacional terá, mais na frente, para exigir reciprocidade (apoio e reforço da militância) em Mossoró e em Duque de Caxias, em campanhas posteriores?

Nenhuma.

Hoje o diretório local encaminhou nota à imprensa, na qual apresenta as razões da manutenção da candidatura própria. Veja abaixo:



NOTA DO DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PT DE MOSSORÓ
Diante das notícias veiculadas por órgãos de imprensa acerca de supostas indefinições da candidatura própria, o DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PT DE MOSSORÓ vem de público esclarecer que:
1. Em 18 de março deste ano foi democraticamente decidido pelos filiados deste Diretório que o partido apresentará candidatura própria ao pleito de 07 de outubro de 2012, figurando como candidato o nome do atual Reitor da UFERSA, Josivan Barbosa Menezes Feitoza, o que foi regularmente homologado pelo presidente do Diretório Municipal e devidamente ratificado pelo Presidente do Diretório Estadual; 
2. Em Plenária realizada em 10 de maio último foi deliberado, por unanimidade, que o PT (Partido dos Trabalhadores) de Mossoró encaminhará ofício à Justiça Eleitoral requerendo a data de 10 de junho de 2012 para realização de sua respectiva Convenção, e que não haverá nenhum outro encaminhamento nesse sentido por parte do Diretório Municipal;
3. Ainda na ocasião da Plenária, foi deliberado que a data do próximo encontro ocorrerá em 19 maio de 2012, dia em que serão realizadas novas filiações e que será definida a formação das comissões de campanha;
4. Assim, o PT de Mossoró tem garantido uma postura sempre democrática e firme, afastando-se de qualquer forma de intervenção não legítima ou qualquer outra que se insurja no processo de escolha de candidatos legalmente previsto em seu Estatuto, razão essa que encoraja seus bravos companheiros a seguirem em frente com vistas a uma sociedade cada vez mais justa.
Mossoró, 11 de maio de 2012
WALDOMIRO MORAIS
Presidente do Diretório Municipal do PT

Nenhum comentário: