quarta-feira, 16 de maio de 2012

PR anuncia apoio a Cláudia Regina e o PC do B declara aliança com Larissa


A oficialização da chapa Cláudia Regina/Wellington Filho se dará em um encontro suprapartidário na sexta-feira, 18, na casa da prefeita Fafá Rosado (DEM), como informou o Democratas mossoroense em edital enviado ontem à imprensa. O evento, que marca a entrada das principais eleitoras de Mossoró – Fafá Rosado e a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) – na pré-campanha governista, discutirá possibilidades de coligação envolvendo o DEM, PMDB, PSDB, PR, PV, PSC, PSL e PMN. No encontro, também serão definidos os preparativos à convenção que homologará a chapa DEM-PMDB. Ontem, o PR anunciou apoio à pré-candidata governista.

O anúncio foi feito pelo ex-vereador Renato Fernandes, que integra a executiva municipal do PR. Segundo ele, em uma conversa às 16h40 de ontem com João Maia, o presidente estadual da legenda o mandou transmitir a adesão ao projeto governista. “Tivemos empate técnico nas outras conversas e João Maia atraiu para si a responsabilidade. Ele explanou o projeto do PR para 2012 e 2014”, disse.

O anúncio oficial do apoio do PR à chapa Cláudia Regina/Wellington Filho, segundo Renato Fernandes, será na sexta-feira, quando Rosalba Ciarlini reunirá a militância democrata para apresentar a sua candidata.

A decisão do PR seguiu a lógica da política estadual, já que a legenda integra a base de sustentação da governadora. Depois do anúncio do PR, espera-se a posição do PMN, já que o presidente estadual da legenda, deputado estadual Antônio Jácome, ainda não se pronunciou. O PMN também integra a base governista estadual.

Enquanto o grupo governista marca encontro suprapartidário, a oposição segue em momentos distintos: o PSB, que encampa a pré-candidatura da deputada estadual Larissa Rosado à Prefeitura de Mossoró, já conta com apoio de oito partidos políticos e ontem recebeu adesão do PC do B. A questão do candidato a vice-prefeito, contudo, está indefinida.

O PC do B engrossa a lista dos partidos que podem indicar o companheiro de chapa de Larissa Rosado. Ontem, o presidente local da legenda, geólogo Gutemberg Dias, enfatizou essa possibilidade e afirmou que lutará para que a legenda tenha espaços na chapa majoritária.

Já o PT, que havia aprovado, em consulta aos filiados, a pré-candidatura do reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), professor Josivan Barbosa de Menezes, ao Palácio da Resistência, mantém-se dividido e buscou reforço ao diretório petista de Duque de Caxias (RJ), para tentar viabilizar algo que se pensava ser definido.

Renato Fernandes diz que prioridade do PR é reeleger Genivan

O vereador Genivan Vale (PR), um dos membros do diretório local da legenda a ser contrário à aliança com o DEM, disse que a decisão anunciada ontem pelo ex-vereador Renato Fernandes não foi novidade para ele.

“Recebemos esse anúncio com tranquilidade, pois já estava decidido. Para a gente não foi surpresa”, disse, acrescentando que a posição do seu partido foi tomada depois que o deputado federal João Maia explicou o quadro futuro do partido.

Com a decisão tomada, o PR agora parte para pensar na coligação relacionada à chapa proporcional. Renato Fernandes afirmou que a prioridade da legenda é reeleger Genivan Vale. “Genivan teve gesto de grandeza e entendeu a posição do partido. Garantir a cadeira do PR na Câmara é prioridade”, disse.

Para Genivan, a questão da chapa proporcional tem que ser analisada cuidadosamente. “É preciso ver as nuances que ficaram sem ser definidas. O nosso projeto de reeleição está mantido e em nenhum momento pensei na possibilidade de não me candidatar”, afirmou.

Fonte: Jornal de Fato 


Nenhum comentário: