quarta-feira, 9 de maio de 2012

PMDB vai contrapor discurso do PSB


O DEM poderia ter optado por uma chapa puro-sangue, repetindo eleições anteriores, mas preferiu abrir espaço para o PMDB na chapa majoritária para contrapor o discurso que a pré-candidata à Prefeitura de Mossoró, deputada estadual Larissa Rosado (PSB), pode apresentar no palanque: de que tem acesso ao Governo Federal.

Nesse sentido, os peemedebistas estão prontos, e caso a estratégia pessebista for por esse lado, a resposta já está decorada: “Temos o vice-presidente Michel Temer, o ministro Garibaldi Filho, que são do PMDB, e o líder do partido na Câmara Federal, deputado Henrique Eduardo Alves”, disse a presidente local da legenda, ex-vereadora Izabel Montenegro.

Sobre o fato de o indicado do partido ser um desconhecido politicamente, ela disse que o advogado Wellington Filho é filiado ao PMDB há cinco anos. “Ele não chegou de paraquedas”, afirmou.

A definição da chapa governista encabeçada pela vereadora Cláudia Regina (DEM) ocorreu na noite da segunda-feira passada, quando a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) apresentou a indicação do PMDB para a prefeita Fafá Rosado (DEM). Isabel Montenegro disse que o candidato a vice-prefeito tem 30 anos e agrega à chapa governista.

“Pela categoria que ele representa, e ao lado da mãe (ex-vereadora Gilvanda Peixoto, que é médica), agrega muito. Além disso, Gilvanda é mais que uma correligionária de Rosalba; é amiga”, afirmou.

Para a presidente do PMDB mossoroense, a indicação de Wellington Filho, além de apresentar essas particularidades, foi para apresentar um “nome novo”. “A gente apostou nesse nome novo”, disse, acrescentando que o momento é de somar. “Houve um mal-entendido entre a gente (DEM e PMDB), mas isso está resolvido. Tudo é superado e estamos todos com o mesmo objetivo, que é a vitória.”

A pré-candidata à Prefeitura de Mossoró vereadora Cláudia Regina disse que a aliança DEM-PMDB, a qual contará com reforço de outros partidos políticos, está apresentando uma chapa interessante: “A chapa está extremamente interessante, pois Wellington é uma escolha do PMDB e o estamos recebendo de braços abertos”, comentou.

Para a pré-candidata, não há nenhuma surpresa, e foi feito o que os líderes dos dois partidos haviam definido. “O DEM reuniu os seus dirigentes para definir o nome à Prefeitura e cabia ao PMDB indicar o candidato a vice-prefeito.

Trata-se de uma aliança que agrega”, disse a democrata, acrescentando que DEM e PMDB se somarão a outros partidos que integrarão a aliança para construir o plano de governo. “Todos os partidos que farão parte dessa aliança serão chamados à construção do plano de governo, que será participativo, pois temos respeitado as parcerias e tudo começa pelo plano”, disse.

A oficialização dos nomes ocorrerá no dia 18 próximo, em local a ser definido. Provavelmente se dará no Sítio Cantópolis, casa de Rosalba Ciarlini e onde tradicionalmente são feitos anúncios políticos do grupo governista municipal. A vereadora Cláudia Regina e o advogado Wellington Filho são os indicados, resultado de reunião que começou em Natal e terminou em Mossoró, para onde Rosalba veio, na noite da segunda-feira última, comunicar à prefeita Fafá Rosado (DEM) sobre a definição dos peemedebistas.


Wellington afirma que meta é eleger Cláudia prefeita

“Nossa tarefa é fortalecer a aliança, mas a missão primeira é ganharmos a eleição e fazer Cláudia (Regina) prefeita de Mossoró”. Foram as declarações do candidato a vice-prefeito da chapa governista, advogado Wellington Filho (PMDB). Segundo ele, o PMDB desempenhará papel fundamental nas eleições e que o partido continuará trabalhando pelo desenvolvimento de Mossoró.

Wellington, que teve o nome anunciado como candidato a vice-prefeito pela governadora Rosalba Ciarlini, disse que as conversas sobre a composição da chapa governista não são recentes. Ele informou que o primeiro contato foi feito pela presidente local do PMDB, ex-vereadora Izabel Montenegro, que o sondou para saber da possibilidade e de incluir o seu nome na lista que foi entregue ao presidente estadual do partido, deputado federal Henrique Eduardo Alves.

Disse que o próprio Henrique perguntou-lhe sobre o interesse político. “Eu disse que topava”, afirmou. Wellington acrescentou que o PMDB não chegou ao seu nome por acaso. “Eles não iam me convidar sem que eu tivesse visibilidade. A resposta foi dada pelo PMDB”, disse.

Apesar de ser desconhecido politicamente, Wellington diz que esse fator não é empecilho para o projeto e que a visibilidade virá com a campanha eleitoral. “Podem até achar que sou desconhecido, mas tenho experiência e militância política. Só não vão poder questionar a minha capacidade. Politicamente, nunca fui candidato, mas não me considero um desconhecido”, disse, acrescentando que a sua indicação foi decisão partidária.

Professor de uma faculdade privada de Mossoró, o advogado crê em uma campanha acirrada, mas que está preparado para somar ao projeto governista.


Fafá: ‘São dois grandes partidos com histórico de vitórias’

A prefeita Fafá Rosado afirmou ontem que o Democratas escolheu seu melhor nome à disputa pela Prefeitura de Mossoró neste ano. Ela se referiu à vereadora Cláudia Regina (DEM), anunciada como pré-candidata e que terá o nome oficializado no dia 18 próximo.

“O DEM escolheu o que tinha de melhor para esta disputa. Não apenas porque as pesquisas indicam que Cláudia é a candidata mais forte, mas pelo trabalho que ela realiza e pela enorme aceitação das pessoas ao seu trabalho”, disse Fafá.

Fafá Rosado se disse “cheia de expectativa com a campanha eleitoral” e que acredita em grande vitória. Ela destacou o papel da governadora Rosalba Ciarlini no processo: “Senti a governadora muito entusiasmada com a nossa candidata; ela não vê a hora de começar a pedir aos mossoroenses o voto para Cláudia Regina”.

Fafá considerou muito importante a confirmação do PMDB na aliança com o DEM. “São dois grandes partidos com histórico de vitórias em Mossoró”. Sobre a indicação de Wellington Filho para ser o vice na chapa, Fafá disse que, como aliado, o PMDB fez a escolha que julgou mais acertada. “E o mais importante nesta escolha é a certeza de contar com o empenho e a força do PMDB na nossa campanha.”

Fonte: Jornal de Fato

Nenhum comentário: