segunda-feira, 21 de maio de 2012

Governo anuncia medidas de combate à seca

Municípios que vivenciam situação delicada com relação à água ao consumo humano e que estão localizados na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte serão atendidos pela Adutora Alto Oeste. A ordem de serviço á conclusão do sistema adutor será assinada na sexta-feira, 25, em Pau dos Ferros, pela governadora Rosalba Ciarlini.

Segundo ela, cidades como Luiz Gomes e Antônio Martins, que enfrentam quadro delicado pela falta d’água, serão atendidas. Até a conclusão do sistema adutor, o Governo do Estado abastecerá essas cidades por meio de carro-pipa, em atuação conjunta com o Exército Brasileiro.

Para a adutora Alto Oeste, segundo a governadora Rosalba Ciarlini, o Governo do Estado investirá R$ 23 milhões. Além do Alto Oeste, a governadora também vai à região do Seridó anunciar pequenos sistemas adutores para atender comunidades que também enfrentam problemas com a falta d’água.

Além disso, o Governo do Estado está investindo R$ 2 milhões na restauração e consertos de 140 poços tubulares em todo o Rio Grande do Norte. “Estamos iniciando a restauração 140 poços, trocando bomba e demais equipamentos”, disse, acrescentando que o Governo está agindo para que a população, principalmente a que vive no campo, não seja tão prejudicada com os efeitos da seca.

Para municípios que possuem poços que apresentam água salgada, o Governo do Estado distribuirá dessalinizadores. São 40 municípios potiguares que receberão os equipamentos, fruto de convênio do Governo do RN com o Governo Federal, por meio do projeto Água Doce. “Esperamos que os equipamentos cheguem rapidamente, pois precisamos de mais ações no nosso Estado”, comentou a governadora.

Na sexta-feira passada (18/5), a governadora Rosalba Ciarlini participou de reunião com a diretoria do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em Fortaleza/CE, na qual se discutiu a possibilidade de abertura de crédito aos Estados do Nordeste.

Serão disponibilizados US$ 2,4 bilhões, sendo US$ 1,2 bilhão do BID e igual valor do BNDES. “Estamos vivenciando seca grande e temos que nos estruturarmos também para termos outras formas de geração de emprego e renda. A seca não é novidade. É o nosso clima. Temos que pensar uma forma de desenvolver infraestrutura hídrica que leva água às cidades, fortalece o campo. Estamos vivenciando a maior seca e não vai acabar agora. Sabemos que a cada dia teremos mais situações realmente de calamidade”, disse Rosalba.

Enquanto os bancos não autorizam o crédito, o Governo do Rio Grande do Norte trabalha para amenizar os problemas causados pela estiagem. Aos agricultores que passam por dificuldades em virtude da seca, a governadora Rosalba Ciarlini afirmou que o governo depositou R$ 1,5 milhão ao pagamento do Seguro-safra. “Agora só falta verificar se os municípios depositaram suas partes e começar o pagamento do seguro aos trabalhadores rurais”, afirmou.


Fonte: Assessoria de Imprensa 

Nenhum comentário: