sábado, 19 de maio de 2012

Agripino critica atitude de Cândido Vaccarezza


O presidente nacional do Democratas, senador potiguar José Agripino Maia, criticou o comportamento do deputado federal Cândido Vaccarezza (PT) – ex-líder do Governo na Câmara Federal – na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga ligações envolvendo o contraventor Carlinhos Cachoeira e políticos, especialmente os detentores de mandatos eletivos.

Vaccarezza foi flagrado enviando mensagem de celular ao governador carioca Sérgio Cabral (PMDB), na qual dizia que Cabral poderia ficar sossegado e que a CPI não iria convocá-lo. “Você é nosso e nós somos teu”, dizia a mensagem passada pelo ex-líder do governo.

Para Agripino, a atitude tomada pelo deputado federal petista evidencia um jogo de interesses pessoais que desqualificaria a CPI. O presidente nacional do DEM classificou o comportamento de Vaccarezza como “ruim”.

“A medida que esse diálogo que se torna público, as pessoas tendem a achar que há pizza. Que a CPI pode virar pizza. Pois pessoas defendem interesses que não são recomendáveis”, afirmou o presidente do DEM.

Agripino também disse que a não-convocação de governadores governadores  que teriam relações políticas com Carlinhos Cachoeira “também nãoé bom”.  E afirmou: “Isso compromete a lisura do comportamento da CPI como um todo.  A atitude  (de Vaccareza) é ruim para a opinião pública do Brasil.” 

O presidente do DEM conversou com o blog na noite da sexta-feira no Aeroporto Dix-sept Rosado, antes de seguir para a casa da prefeita Fafá Rosado, onde o seu partido anunciou a pré-candidatura da vereadora Cláudia Regina ao Palácio da Resistência.

Nenhum comentário: