quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Uern, pela 1ª vez, receberá emenda do OGU

Pela primeira vez, ao longo de seus 43 anos, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte será beneficiada com emenda da bancada federal do Estado. O reitor da Uern, professor Milton Marques de Medeiros, informou que a emenda será de pouco mais de R$ 14 milhões, que se destinam à conclusão de obras dos campi de Natal, Caicó e Mossoró, além das unidades de Assu, Pau dos Ferros e Patu. “Realmente é a primeira vez que a UERN entra na cota das emendas, pois surgiu uma nova conta (no Governo Federal), que é de apoio às Universidades públicas não-federais”, disse o reitor.

Segundo o reitor, a verba da emenda possibilitará a conclusão das obras de ampliação no Campus Central, onde se iniciou a construção de um bloco vertical para a Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (FANAT) e voltado para cursos de Mestrado e posteriormente, de Doutorado.

Além da construção do Campus de Natal e do Campus de Caicó, cujas estruturas foram iniciadas. “(A verba) também será usada em obras nos demais Campi”, disse.

O reitor informou que a reivindicação da UERN foi bem aceita pelos oito deputados federais e pelos três senadores. “Já estive em Brasília fazendo uma exposição para a bancada federal e retornarei no próximo dia 29 para uma reunião com o ministro (da Educação, Fernando Haddad), para ver se podemos dar celeridade. Para nós, esses recursos são importantes. Estamos satisfeitos e hoje (ontem) a governadora Rosalba Ciarlini me ligou pedindo informações técnicas”, informou Milton Marques.

A bancada também priorizou recursos para estradas vicinais, além das BR’s-304 (Reta Tabajara), 406 (Trevo de Igapó) e 110 (Mossoró/Campo Grande); divulgação e infraestrutura de turismo,  saúde (Hospital Geral de Natal), transporte escolar, desassoreamento do rio Mossoró e agricultura.

A governadora Rosalba Ciarlini pediu prioridade e foi atendida com recursos específicos para as obras da adutora do Alto Oeste, do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e aquisição de equipamentos hospitalares.

No Plano Plurianual, até 2015, foram assegurados recursos de emendas coletivas para o VLT, duplicação da BR-304, novo terminal portuário, ZPE’s e ferrovia entre Natal e Mossoró. 

Nenhum comentário: