sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Com atraso, Robinson anuncia rompimento com Rosalba

O rompimento político com a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), anunciado á tarde pelo vice-governador Robinson Faria (PSD), já era esperado. Aliás, desde a terça-feira, 18, que se teve essa confirmação. É que no dia seguinte à chegada de Rosalba dos Estados Unidos, o normal seria a publicação de portaria com a renomeação de Robinson à Secretaria Estadual dos Recursos Hídricos. O que não ocorreu, obviamente.

O que está por trás do jogo de palavras que permeia essa cena é mais complexo do que se imagina. Há quem fale em interferência externa nas emendas feitas pela Comissão de Justiça da Assembleia no projeto do Governo, relacionado ao pedido de empréstimo de US$ 540 milhões ao BIRD. Se existe essa conversa, sinal de que algo precisa ser explicado.

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), chegou a fazer uma afirmação certeira certa vez: "vice é vice". Robinson Faria quis ser muito mais do que um vice: ele pleiteava ser maior até que o próprio governo.

As tentativas de emparedamento do governo Rosalba Ciarlini mostraram claramente isso. Primeiro, ele tentou robustecer o seu PSD na Assembleia Legislativa. Queria uma bancada maior que a do governo. Não conseguiu, logicamente, porque a governadora reagiu na hora certa e impediu. Depois, tentou modificar o projeto do empréstimo para fortalecer, financeiramente, a própria secretaria. Mais uma vez a governadora entrou em cena e impediu.

Robinson, na verdade, se queimou. Ele queria, no popular, abraçar o mundo com as pernas. Dar um passo maior, mas faltou-lhe elasticidade e robustez política. Talvez ele tenha pensado que ainda era o todo-poderoso da Assembleia Legislativa. Coisa essa que o atual presidente, Ricardo Motta (PMN), tratou de esclarecer quem é que dá as ordens agora na Casa.

A alegação feita pelo vice-governador, de que estava saindo do governo para se manter leal à governadora Rosalba Ciarlini, na verdade, se trata de pura fantasia política. Ele sai pelo simples fato de ter tido as asas aparadas antes que viesse a se tornar bem maior do que realmente é.

Nenhum comentário: