terça-feira, 2 de agosto de 2011

Wilma lança nome de Larissa Rosado

Chegou ao fim um "mistério" que todo mundo praticamente tinha certeza: a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) disputará a Prefeitura Municipal de Mossoró em 2012. A confirmação do projeto político de Larissa foi reafirmado pela presidente estadual do PSB, ex-governadora Wilma de Faria, em entrevista veiculada no JORNAL DE FATO no domingo passado. Segundo Wilma, o assunto já não tem o que discutir e que o projeto está definido. "Ela será candidata. Já discutimos isso várias vezes e está confirmado", disse a ex-governadora.

Dias antes, em entrevista ao programa Cenário Político, veiculado na TV a Cabo Mossoró, Larissa Rosado havia desconversado sobre o tema e dito que todo mundo estava falando que ela era candidata, mas que não havia nada decidido ou definido. A deputada estadual minimizou o fato do PT estar com um nome à disputa municipal de 2012, que é o reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Josivan Barbosa de Menezes, e afirmou que a oposição caminharia unida no próximo ano.

Como a presidente estadual do PSB já avisou que Larissa é a candidata, caberia ao PT indicar o vice, repetindo a aliança feita em 2008, quando o petista Tércio Pereira foi indicado para compor chapa com Larissa Rosado.

Ontem, depois da afirmação da ex-governadora Wilma de Faria, Larissa Rosado disse que o seu nome é pauta de discussão no PSB estadual, assim como o da própria Wilma à Prefeitura de Natal. "Meu nome se discute no PSB estadual da mesma maneira como o de Wilma para a Prefeitura de Natal. Agradeço pelas palavras dela, mas a discussão municipal ainda não aconteceu e o interessante é caminhar com a base da presidenta Dilma Rousseff (PT) unida", disse a deputada.

Segundo Larissa, sua provável candidatura não será uma imposição e que o projeto para 2012 precisa ser discutido com outros partidos, como o PT, PR e PC do B. "A definição sairá no começo do próximo ano, mas as conversas estão acontecendo", admitiu.

Sobre a possibilidade de repetir a chapa PSB/PT, a deputada estadual disse que essa questão também será discutida e reafirmou que não haverá candidatura imposta. "A gente vai discutir quem será o cabeça da chapa e quem será o vice. Existe a possibilidade do meu nome, como também do nome de Josivan Barbosa, ou nome do PR ou PC do B. Vamos manter o diálogo e juntos chegaremos mais fortes", disse.


Josivan não está à disposição para sair candidato a vice

Recém-filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), o reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Josivan Barbosa de Meneses, descartou ontem a possibilidade de sair candidato a vice-prefeito. "Não coloquei meu nome à disposição para ser candidato a vice-prefeito. Só coloquei a possibilidade de sair candidato a prefeito", afirmou.

O reitor acrescentou que, acerca da disposição relacionada à aliança com o PSB, somente o diretório do PT é quem poderá responder. "Há 15 dias a decisão era nominal, mas a partir do momento da filiação, a decisão é do diretório. Não poderei responder sobre aliança. O que posso dizer é que reafirmo que meu nome está à disposição do PT."

Josivan Barbosa disse ainda que convocará a imprensa para informar sobre suas pretensões políticas e explicará os motivos de não tentar renovar o mandato na Reitoria da Ufersa, que expira em julho do próximo ano.

Sobre a filiação ao PT, Josivan Barbosa de Menezes disse que o ato já se deu, mas que o diretório municipal realizará uma solenidade especial, ainda sem data definida, para abonar a assinatura. "Já traçamos as linhas e estamos tomando as providências para essa solenidade. Mais quatro pessoas da Ufersa se filiarão ao PT nessa solenidade especial", garantiu o reitor.

Apesar de as definições políticas acontecerem somente em junho do próximo ano, por ocasião das convenções partidárias, o reitor da Ufersa disse que já iniciou conversas com lideranças empresariais, microempresários e pessoas ligadas à agricultura familiar para discutir o projeto político do PT.

Nenhum comentário: